portra160022.jpg

Feiras de arte

ARTE RIO 2021

SP ARTE 2021

Artsoul - feira de arte digital, 2020

SP ARTE-2020

ARTRIO 2020

LATITUDE ART FAIR 2020

Exposições

OASIS RJ | Ocupação artística das Irmãs Gelli / outubro de 2021 / curadoria Manuela Parrino

GALERIA LURIXS | Geométricas, perspectivas femininas. / Curadoria de Christiane Laclau / Artistas: Alice Gelli, Amália Giacomini, Elizabeth Jobim, Marina Rodrigues, Marina Carverzan, Renata Tassinari

 

ARTE QUE AMO | Leilão beneficente | 2021 (Rio
de Janeiro)


GALERIA PARALELA - Exposição coletiva
Entrecorpos (galeria figital  / dezembro 2020
/ Agrade Camíz, Alice Gelli, Barbara Venosa,
Gabriela Fero, Maria Flexa, Odaraya Mello, Sofia
Saleme e Talitha Rossi)


GALERIA PARALELA - Exposição coletiva
/ Projeto 2020 (galeria
figital/ julho 2020 / Alice
Gelli, Diana Lobo, Diana Sandes
Gabi Gelli, Marcela Crosman, Marina Ribas,
Marina Ryfer e Paula Bohm)

CASA FRANÇA BRASIL / Exposição coletiva 
2020- 2019 (rj)

GALERIA CARAMBOLA / Exhibition Projeto
2020 - 2019 (rj)


EAV – Parque Lage (School of visual arts) -
Collective exhibition | 2019


ONG MOVE RIO | Charity Auction- 2018 (Rio
de Janeiro, Brazil)


CASA VOA -Collective exhibition | 2018 (Rio
de Janeiro, Brazil)


QGUAI – solo exhibition Ar, te respiro | 2016
(Rio de Janeiro, Brazil)

Formação e experiências

 

EAV- Parque Lage :
_Encontros e Reflexões com a artista Iole
de Freitas (acompanhamento artístico contínuo desde 2019 (Rio de Janeiro)


_Fios para labirintos with the artist Mariana
Manhães | 2018 (Rio de Janeiro, Brazil) -
(accompaniment of artistic Project during
2018)


_Processo Criativo com Charles Watson | 2017
(Rio de Janeiro)

Graduação: 

PUC-RJ | Desenho industrial 2015

Cursos:

Royal College of Art (Londres) | Processo Criativo 2014

EAV (Escola de Artes Visuais do parque Lage) 
- Processo criativo com Charles Watson

- Encontros e Reflexões com Iole de Freitas

- Fios para labirintos com Mariana Manhães

Conversa Voa (Casa Voa) | Acompanhamento de trabalhos artísticos 2018 

Trajetória

Diretora criativa da identidade visual do Rio Carnaval - 2021

Projeto 2020 - Projeto de artes visuais para desenvolvimento de linguagem autoral. Grupo de 8 mulheres artistas.

Cerimônias Paralímpicas | Assistência de direção de arte nas cerimônias de abertura e de encerramento. (2015-2016)

Escritório Ana Laet | Designer de estamparia (2014-2015)

CRIA GLOBAL| Designer gráfica (2012-2014)

 

Mana Bernardes | estágio com a artista e designer 2011 (5 meses)

 

Alice Gelli, tem trinta anos, carioca e atua como artista plástica.
Ela frequenta a escola de arte visuais, EAV no Parque Lage, onde mergulha em diversos acompanhamentos artísticos com mentores como Iole de Freitas e Mariana Manhães. Já participou de feiras de arte como SPARTE, ARTRIO, ARTSOUL e LATITUDE ART FAIR com a Bianca Boeckel Galeria.

 

A artista faz parte de um projeto de mulheres, chamado Projeto 2020, através do qual já participou de diversas exposições coletivas. Recentemente, ela e sua irmã, Gabi Gelli, resolveram resgatar um projeto em dupla, chamado Irmãs Gelli e desenvolveram parceria com as curadoras Flavia Flinch e Manuela Parrino.

 

Alice se interessa pelo pensar por trás de cada resultado plástico.
Faz um trabalho sobre movimentação física e emocional. Para ela, o percurso interessa e os materiais são ponto de partida para um caminho exploratório.


A linguagem está no processo, por trás da obra. Cada trabalho possui a sua peculiaridade, a sua própria identidade formal, sistêmica, plástica. Cada um pede um tipo de material, cores, formas. O que os conecta é a forma de pensar sobre eles, é o processo intrínseco ao resultado. A natureza da sua fala é dual, fala sobre opostos, sobre extremos: o delicado resistente, a tensão leve e o silêncio eufórico.

Alice Gelli, thirty years old, born in Rio de Janeiro, works as an artist. She is interested in the thought that is behind every plastic result. Studies the physical and emotional movement. For her, the path is what matters. Language is present in the process, behind the work. Each piece of work has its own uniqueness, its own formal, systemic and plastic identity. Each one demands a type of material, color, format. What connects them is the way of thinking about them, the process that’s inherent to the result.

 

It’s like a mantra, a sort of trance that creates an energetic spiral. Patterns that repeat themselves, gestures that wish to occupy the space inside and at the same time expunge it all out. Everything that doesn’t fit. An act of resistance, contrasts, cycles, long trajectories and inquiries.
An obsessive immersion until exhaustion steps in. It is liberating and opens up space for new horizons.

Despite not knowing where to go, what matters is walking.
Everything that is standing still tends to remain so, just as everything that is in movement, tends to remain in movement.
 
The nature of speech is dual, it speaks of opposites: the resistant sensitive, the light tension and the euphoric silence.

CONTATO / CONTACT

 alicepgelli@gmail.com

@alicegelli